O 114º dia foi muito prazeroso.

Fiz algo que há muito sentia falta de fazer: sentar sozinha em uma cafeteria, aproveitar o meu momento solitário para pensar e curtir um bom café.

Percebi hoje o quanto consigo me sentir em paz outra vez para aproveitar as pequenas coisas de que havia me privado simplesmente por não estar na minha melhor forma física. Pequenos atos como sentar sozinha em uma cafeteria, ler um livro em um parque ou simplesmente ter uma refeição sem companhia em algum restaurante de que goste se tornaram coisas praticamente proíbidas no meu cotidiano.

Isso pelo fato de eu haver me imposto barreiras para me privar de possíveis julgamentos, como se não estar em uma condição física ideal definisse que não merecia mais me divertir e hoje percebo o quanto errei em tentar me proteger tanto.

Esses pequenos prazeres e a aceitação diária são indispensaveis não só a saúde do nosso corpo, mas a saúde da nossa alma, assim, se me permitem um conselho hoje, este seria: pratiquem a aceitação diária.

A aceitação (que nada tem a ver com comodismo) em muito tem ligação com o autoconhecimento já que nos permite ver e aceitar quem somos e apartir daí as mudanças tornam-se possíveis.

E o corpo?O corpo apenas acompanha a leveza de espírito.



Para acompanhar meu diário alimentar e rotina de exercícios acesse meu twitter, o @derepente80 onde posto detalhadamente cada refeição. Lembrando sempre que o que funciona para uma pessoa, não necessariamente funciona para a outra, procure sempre um profissional especializado. ;)


29 Comentários

Amanda Viana disse...

É um grande problema não nos aceitar de verdade. Todos os dias travo essa batalha comigo mesma. Lindo post!

Mari Panunto Liporais disse...

Isso mesmo, vc tem que se aceitar e se permitir , felicidades tbm nas pequenas coisas.

parabens querida.

Janna disse...

É isso aí que sempre bato na tecla, Ana! Viver a vida e não deixar o peso do corpo afundar a mente. Viver sempre se punindo não ajuda no emagrecimento e o pior, traz depressão!
Que bom que você superou esse peso e que junto com isso o peso do corpo foi embora... Orgulhosa de você, queria. *-*
Cheirinho

.Mih. disse...

Ana

Estamos MESMO em sintonia. Engraçado como realmente as coisas mudam naturalmente tbm achei isso.

A gordura acaba sendo como dizem 'um espirito possessor' ahuahauhauahu toma conta sem dó e deixa a gente pra baixo, sem fazer nd... né?

Exorcisando um kg de cada vez e tudo de ruim q essa gordura trouxe com ela.

bjo

novafasecampbell disse...

ei princesa, que gostoso esse momento. Adoro um café! curta cada momento! acceitação.... é um assunto que rende!

Andy disse...

A gente quando está gorda tem a impressão que será notada simplesmente por respirarmos; e quando emagrecemos nos vemos dentro da normalidade dos padrões e não tememos chamar tanto a atenção assim. Que fase ótima essa sua de poder se curtir dentro dessas coisas tão boas de serem feitas e que nos fazem um bem enorme. Aproveite mesmo, gata! bjus

Andreia B. disse...

Fico muito feliz com seus progressos.. te ver assim se gostando me faz tão bem! hehehe Eu tenho um grande carinho por ti, é incrível. Agora falta se jogar nas aulas de dança pra descobrir essa mulher linda que tem dentro de você!
Bota ela pra fora!

Renata disse...

Oie...
Que lindo!!!
Filosofou legal, rssss...
Eu gosto de sair sozinha também, mas nunca faço isso, sempre tem alguém comigo.
Força!!!
Bjosss...

Júlia disse...

Confesso que as vezes eu me privo desses pequenos momentos pelo mesmo motivo: falta de aceitação pessoal. Vou procurar praticar essa aceitação.

Perder os quilinhos do corpo é importante, mas o do espírito também é!

Beijos

ka Lima disse...

Olá!

Amei o seu post de hoje. Acho que eu tbm tenho esse problema da não aceitação pessoal, às vezes acho que todo mundo está notando minha gordura. Mas isso passa.

Beijão!

Nayara disse...

Olá querida...
Primeira visita aqui no blog.
Voltarei sempre.
Apareça no meu cantinho tb, beijokas

Juliana disse...

Aceitação sempre é bem complicada. Eu acho que é importante se aceitar para aí sim saber o que é possível mudar para se gostar mais!

Bem, quando você diz: "hoje percebo o quanto errei em tentar me proteger tanto"; discordo um pouco, talvez você tenha se 'privado' e não 'protegido'. Privado de coisas boas que você gosta por uma certa condição física que talvez nao aceitasse antes. Mas é assim, tem que praticar a aceitação diária e o que importa é que vc está feliz e voltou a não se proibir de viver tais coisas ^^ Aproveite!!! :]

bjo
o//!!!

Dona D disse...

A aceitação é amor próprio. Quando buscamos iniciativas mais saudáveis, demonstramos amor a nós mesmos, cuidado, zelo e com isso nos sentimos mais felizes, mais animadas...Muitas vezes estar gordo significa isolamento, retrair-se...A grande questão talvez não seja o fato de estar gordo ou magro, mas o que isso significa pra vc...A mente é nosso guia...por isso devemos buscar o que nos faz feliz...se emagrecer era a chave, a porta, que bom, hoje pode desfrutar de prazeres e momentos felizes e isso eu curto pra caramba!

Juliana Carvalho disse...

Ai como somos parecidas! Ai como eu te entendo TANTO! Tenho tido esses momentos diários quando estou indo para a academia de madrugada, mentira, as 06 da manha e vejo o sol nascendo pra mim. Eu realmente me sinto amada e iluminada. E no fundo eu sei que é tudo reflexo do meu amor próprio.

Eu particularmente não curto café e ter um momento tão sublime desse com cappuccino não seria nada light hahaha. Mas, imaginei a cena - Ana e a Cafeteira - e ficou lindaaa. Digna de cinema francês. Cheia de delicadeza, mas carregada de significado *--*

Enfim, minha linda... Aos poucos, vamos descobrindo um caminho paralelo ao emagrecimento o da felicidade da autoaceitação.
E como sempre, vamos juntas...

Bjs

Rita disse...

Ana,
Não sei dizer ao certo o quanto gosto dos teus posts, lembram-me sempre de sensações e experiências que já vivi, e vou ganhando um imenso carinho por ti. Gostei tanto de saber que te voltaste a permitir todos os prazeres de que gostavas, como o café e as refeições sozinha! Acho que os mereces - a todos! E a tua viagem de auto-descoberta é realmente impressionante.
Beijinho

Ana Carla disse...

Essa é a grande sacada: a única mudança possível é de dentro pra fora. Não é fácil. Quem disse que seria? Rs... Beijão!

Carolina N. disse...

Também curto esses momentos comigo mesma... sem ninguém julgando ou falando qualquer coisa sobre o que somos ou fazemos... um momentos pra refletir sobre nós! É bom pra dar uma renovada ;)

Lucy disse...

Eu tenho problema com aceitar a realidade... e acho que perdi o prazer de algumas coisas!

Parabéns pela nova fase... vc está linda

beijos

inventariodare disse...

Conhece-te a ti mesmo e, a partir daí, ame-se. E muito. Com certeza, esse é o resumo de uma vida vivida com qualidade. Pena q, no meio dessas duas ações (ou antes delas), a gente coloque tanta coisa pouco importante.;)

Belinha disse...

Muito bom isso! Olha isso é importantíssimo mesmo nos aceitar.
Continue!
Beijos

Ah obrigada pela visita, amei!

Mel disse...

Ai, que legal esse post Ana. Foi realmente um grande prazer conhecer o seu blog. Beijos

Manu disse...

Ana, conselhos, bons, dados, são conselhos acatados! Lindo o post de hoje! Beeijos

Antonio Figueiredo disse...

Vou te falar Ana, ando bem mais rigoroso com meu corpo, antes eu tinha esquecido de mim, hoje me quero bem, 100%, sem barriga, lindão! rs
Fiquei muito mais exigente comigo, mas faz tudo parte de ser melhor comigo!
Eu estou em aceitando e me modelando, a vida é sempre assim!

Beijão sua linda!

;*

Gigi emagrecendo! disse...

Isso mesmo...
a gente em primeiro lugar, se aceitar, se amar, se curtir...
vc evoluiu e mtoo viu aninha!!
Linda...força sempre.
bjs

Bruna Amâncio disse...

ANINHA,


Minha linda disse tudo, eu quero também poder estar em lugares gostosos sem sentir medo de ser olhada e apontada, quero ser feliz...




FOCO X AÇÃO = SUCESSO




Beijos

Diva Quelzita disse...

linda. Estou praticando a aceitação diária.

Ana Paula disse...

Liberdade de alma! É isso que quero ter. É realmente difícil sair gordinha como estou sem imaginar os olhares e críticas de todos ao redor. Pior ainda: as próprias críticas sobre mim mesma.

Estou tentando me aceitar como estou, aproveitar cada dia independente do peso, mas está muito difícil. Mesmo assim continuo tentando, enquanto expulso as banhas do meu corpo.

Bjim!

Eu Nos e os Sinos disse...

Beijos querida
e vou fazer um post domingo
e vou usar uma frase que
desejo que voce guarde
é nome de um livro meu.
LIndo sabado e domingo pra
nos todos(as).
Catiaho reflexo d'Alma
e conhece esse meu canto
aqui
adorarei ve-la por la.http://reflexosespelhandoespalhandoamigos.blogspot.com.br/

Marcos disse...

Oi guriazinha.. Tudo bem?
Sempre vi seu comentário nos blogs de umas pessoas que visito. Achei o "de repente 80" um nome tão convidativo, mas como estou em uma época atribulada (corrida mesmo) da minha vida nunca tinha parado pra vir aqui. Sei que temos um objetivo idêntico (que é a perda de peso), claro que em estágios diferentes, eu comecei no final de novembro e você já está em um nível final. Mas hoje em especial lembrei de você, sim lembrei de alguém que nem conhecia. Na real lembrei do nome do seu blog. Hoje você está bem longe da casa dos 80, mas foi "de repente" que eu cheguei nela. E pensar que a dois meses atrás eu estava na casa dos 3 dígitos. Estou muito feliz por chegar na casa dos 80! Adorei o que li e espero que vc chegue em sua meta final logo logo! Estou te seguindo e espero, "de repente" deixar de lado essa casa dos 80 que com muito suor estou chegando hoje! Espero poder dividir contigo um pouco mais da minha rotina e participar da sua! Adorei o seu ambiente! Bjs e apareça qq hora para tomar um chá!