A vida é essa coisa linda e fluida né gente?

Nos últimos 3 meses a minha cabeça dura me impediu de ver isso, de ler os pequenos sinais que o universo envia e que só aproveita quem está atento o suficiente para interpretar.
Cai, interpretei e me reergui pela milésima vez.
E é assim, batendo a poeira dos joelhos que volto a deixar as palavras escoando pelos meus dedos em mais uma tentativa de me puxar pra fora do ciclo de autossabotagem que eu me imponho. Volto pra calar essa voz chata e aguda que sempre tenta me puxar pra longe de mim.
E isso aqui? Isso aqui sou eu.

É exatamente por ver isso, por aceitar a dor, a luta e a humanidade em mim que percebo o quão linda é a vida mesmo.

Os sorrisos estão todos aqui guardados nos bolsos que a vida, com essa mímica insana, me apontava esse tempo todo. Mais uma vez eu era a chave, mais uma vez eu era a resposta para toda a minha dor e também era o segredo da minha cura.

Quantas vezes atribuímos aos outros a culpa da nossa infelicidade e quantas vezes jogamos no outro a responsabilidade pela nossa deficiência momentânea de sorrisos, sem notar que assim nos tornamos nosso próprio nêmesis?
Tiramos das nossas mãos e arremessamos no colo dos outros a unica real responsabilidade e prazer que carregamos na vida: nos fazer felizes.

Nos últimos dias retomei o controle de mim e estou me agradando aos poucos pois percebi que esse é um dos momentos mais importantes da minha vida e devo a mim abandonar esses comportamentos destrutivos que sempre me perseguem.

Descobri que sonho algo mais do que casar, ter uma família e ter filhos.

Sonho ser feliz casada com o homem dos meus sonhos (e graças da Deus, essa parte já está encaminhada pois encontrei no Edson o homem mais persistente, bobo, cabeça dura, companheiro, carinhoso e apaixonante que eu poderia querer. Encontrei no Edson minha alma gêmea, alguém que me cutuca e empurra pra frente mesmo quando o que eu quero é ficar parada ruminando os meus problemas, o chato que me dá bronca mas que nunca sai do meu lado nem por um segundo e que mais do que me defender do mundo, me empurra pra ser a minha própria heroína porque sabe que eu sou capaz).

Sonho SER uma família para mim, para o Edson, para os nossos filhos e para todos os que a mim pedirem abrigo porque descobri em mim a coisa mais bonita que poderia existir: Amor. Um amor gigante que cresce, se multiplica e que eu mando todos os dias para o universo de alguma forma.

E sonho sim ter filhos. Só que enquanto não for a hora de eles chegarem ao mundo, tenho que aprender a arte da paciência e do amor incondicional e creio que não há melhor maneira de treinar isso que tratar a mãe deles com mais carinho do que estava tratando nos últimos tempos.

Estou construindo uma relação comigo de mais amor: voltei para a dança, voltei para o blog, estou voltando para a vida saudável, voltei a ler meus livros, voltei a ver os filmes e voltei para a minha espiritualidade adormecida.

Tenho me cercado de tudo o que me faz bem para me preparar para as grandes e lindas coisas que me aguardam esse ano, pois seja como for, finalmente abri os olhos e estou preparada para ler cada um desses sinais, estou preparada para ser eu...

Estou preparada para crescer.



***************************

PS: O blog, assim como eu passará por algumas mudanças, o domínio novo já está ativo e em breve teremos um novo layout para acompanhar essa nova vibe.


3 Comentários

Opção? Ser magra! disse...

Só vc pra me fazer ler mais ainda em plena madruga depois de mais de 120 páginas de estudos sobre didática ahuahuhaua <3

Lindo texto, BUT, é mto importante ter um dos pés no chão que essa nova vida é como o reveillon... não é o ano novo que vai mudar a vida, é a vida q tem q mudar pra ter um novo ano, e casar tem disso, o sonho realizado é lindo SIM, e tem q ser vivido intensamente, mas nós temos q ser a mudança, pq não é a mudança de status do relacionamento que vai fazer tudo ser feliz ;D

Até pq msm tendo o homem perfeito, o primeiro ano não é fácil, o 360 q a vida dá nos impressiona msm a gente achando q não.. q vamos tirar de letra.. hauhaua

O Pré-wedding são tempos de mta reflexão até involuntária e de reencontro consigo, aproveite pra encaixotar e queimar tudo aquilo q não fará o menor sentido dentro do novo lar, se for preciso queime coisas mesmo pra se despir do q até ontem te fazia mal, pq se hj tens consciencia do que fazer, é pq já sabes que passos dar para ser mto feliz, basta dar as mãos ao Edson para caminhar junto.

Amo vc, tô feliz pelo seu retorno, mts sdds. ;) <3<3

Mille disse...

Anaaaa, é tão bom saber que você vai voltar para nos dar um pouco de você por aqui!
*--------------------*
E sim, você é uma pessoa super especial e merece viver as melhores coisas da vida, ter família, um amor profundo, filhos... tudo!
Acho que gente boa assim tem que tá perto de outras para emanar luz! :D
E sei bem do que você tá falando, e você ter essa postura de voltar ao que te faz bem me inspira!
Vem me inspirar ainda mais, Ana! *o*
Cheiro, princesa!

Cristiane Fonseca disse...

Ana..

feliz que vc tenha voltado para rechear minha vida com suas palavras que mais me traduzem do que a mim mesma...

Tão bom te ter por perto de novo..e com tanta reflexão.. com tanta vibe boa.. tanto foco...

Tão bonissímo voltar a ler o blog que descobri por acaso e não foi pro acaso que permaneceu. Olhava sempre.. se o "de repente" já tinha post novo pois estava com uma saudade que eu nem sabia que existia.. de ouvir vc falar de vc mesma quando na verdade parecia que estava falando de mim...

Bom tbm porque a maneira como vc escreve, e o seu sentimento, desperta a minha paixão pela escrita adormecida sempre pelo corre corre do dia a dia...

Essa foi minha maneira de dizer... Seja bem vinda!!! (de volta)

Beijos